segunda-feira, 25 de julho de 2011

A DISTANCIA ENTRE O RELOGIO E O TEMPO

Hoje é que percebo que o relógio se afastou do tempo
Hoje, o que bate é o silencio...
É a janela,
É o pão sobre a mesa, eram os quatro, era a incerteza...
Antes era a nossa porta, e agora, a porta de nós...
E quando que a chave vai virar?
Acho que só o silencio conseguirá juntar o tempo e o relógio novamente...
Sinto saudades suas, que são mais minhas porque me apropriei delas há algum tempo...
E pergunto pro espelho o que aconteceu com minha alma, ele não consegue responder, pois ele só vê aquilo que eu invento pra me sentir confortável... Clamo pelo buraco da fechadura!


04/08/2010